Fair Play

O verdadeiro fair play

Só pra terminar definitivamente sobre o assunto do jogo do post anterior, gostaria de deixar minha opinião aqui.

Pra começar, o que é o fair play:

O fair play é simplesmente jogo limpo. Tem sua origem na sociedade aristocrática européia, e foi muito difundido pelo Barão Pierre de Coubertin idealizador dos Jogos Olímpicos da Era Moderna.

O conceito de jogar limpo representa a essência de qualquer esporte. O futebol como o principal esporte praticado no mundo não pode ficar sem esta essência, pois ela representa valores como a honra e a lealdade, o respeito pelos adversários e pela arbitragem, pelos companheiros e por si próprio.

O respeito total pelas regras, princípios e códigos de conduta, obedecendo o principio da justiça e renunciando a vantagens ilícita. Assim o futebol seria como uma “escola de cidadania”, ensejando a oportunidade de aprender que o sucesso é obtido não apenas através do desejo e da perseverança, mas também que é consagrado unicamente através da honestidade e da justiça.

Os praticantes tem possuir alma alva, lavada com o fair play. O futebol exige, no mínimo, que os praticantes joguem com respeito total e constante pelas regras, nunca devem esquecerem de que os árbitros têm mais experiência e uma visão muito melhor de que está acontecendo dentro do jogo. Como os jogadores, os árbitros farão erros do tempo ao tempo. Estes devem ser aceitados. Sem um árbitro não há nenhum jogo de futebol. Seus esforços devem ser respeitados e problemas ser compreendidos.

Cada jogo bom necessita um adversário bom. Mesmo o adversário mais afiado não é um inimigo. O futebol não é guerra. Ninguém aprecía perder, mas a derrota deve ser aceita como apreciação para a habilidade e o espírito do adversário. Aqueles que perdem hoje, podem ser o ganhadores do amanhã.

Independente de time, credo ou raça.

O fair play exige que nenhum adversário deve ser humilhado ou abusado por razões raciais, étnicas ou religiosas. O futebol é o desempenho e a participação do jogador, não faz discriminação a respeito das origens de seus praticantes.

O fair play é fundido no calor da amizade, do respeito pelo outro e do espírito esportivo. Representa um modo de pensar e agir. Ele não aceita o uso da astúcia e artifícios nem subterfúgios para obter o sucesso, o anti jogo, o doping, a violência (tanto física quanto verbal), a desigualdade de oportunidades e a corrupção. Os esportista em geral devem ter em mente que sempre haverá um outro dia a jogar e competir.

Reportagem da Rede Bobo(Dona do Flamídia).

Quanto ao caso do jogo em questão, acho que o Kléber tem razão, pois pelo que vi no lance, a bola seria do time alviverde, o jogador do time rubro-negro não tomou a iniciativa de chutar pra fora e o Kléber querendo mostrar que é esperto, saiu com a bola e provou que está precisando colocar o pé na forma.

Na coletiva, ele mostrou os lances que o time visitante também não respeitou o fair play e ninguém falou nada.

Maior fair play que já existiu;

Moral da história, jogo morno, polêmica nele pra melhorar a fama do cara que quase saiu do clube pra receber cem mil a mais de salário.

Pra terminar, o melhor fair play que eu já vi na vida. Valeu Ruud.

Ruud Van Nistelrooy

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s