Crowdsourcing, crowdfunding, afinal, o que são essas coisas?

O futuro é trabalhar em equipe sempre
Crowdsourcing, crowdfunding, tendências do mundo atual.

Bem, desde semana passada tento explicar pra um amigo o que é Crowdfunding, para ele entender como financiar um projeto social que ele cuida. Mas é complicado de explicar sem saber direito, então, fui ler a respeito e vim pra cá pra postar algo e explicar o que entendi.

Termos técnicos nem sempre são traduzidos para nosso velho e bom português, sendo facilmente adaptados a nossa língua, vão se popularizando dia após dia.Chamam isso de anglicismo. Vejam alguns exemplos:

  • browser (navegador; leitor de hipertexto);
  • cowboy (vaqueiro; no estilo do Velho Oeste nos EUA): filme de cowboy; Homem que luta por justiça nos filmes de séries dos EUA.
  • drag queen (travesti, homem vestido de mulher)
  • hit (sucesso, grande sucesso: canção que faz sucesso – Música)
  • Home Depot (grande loja de materiais de construção, loja para venda de vários acessórios para a casa)
  • home theater (cinema em casa): Áudio de qualidade sem precisar de caixas de som, aparelho para produzir filmes com óptimas qualidade de imagens
  • home video (vídeo doméstico)
  • link (ligação – em informática):
  • links externos (ligações externas);
  • mouse (periférico de computador, em informática);
  • play (reproduzir, tocar; reprodução: de música ou vídeo);
  • performance (desempenho): alta performance de um computador (o alto desempenho de…)
  • piercing (perfuração ornamental: em orelhas, dentes, umbigos etc)
  • pub (bar, cervejaria)
  • ranking (classificação, quadro de classificações)
  • remake (regravação – Música)
  • remix (mistura – Música)
  • shopping center ou apenas shopping (centro de compras, centro comercial);
  • single (compacto: versão pequena, com 2 ou 4 músicas)
  • site (sítio, em informática); site oficial (sítio oficial)

Então, vamos as explicações.

Fim do outsourcing?
Será a morte do outsourcing?

crowdsourcing é um modelo de produção que utiliza a inteligência e os conhecimentos coletivos e voluntários espalhados pela internet para resolver problemas, criar conteúdo e soluções ou desenvolver novas tecnologias.

O crowdsourcing possui mão-de-obra barata, pessoas no dia-a-dia usam seus momentos ociosos para criar a colaboração.

É uma nova e crescente ferramenta para a inovação. Utilizado adequadamente, pode gerar ideias novas, reduzir o tempo de investigação e de desenvolvimento dos projetos, diminuir nos custos, para além de criar uma relação direta e até uma ligação sentimental com os clientes.Dois bons exemplos de produtos obtidos através do sistema são os sistema operacional Linux e o navegador Firefox, que foram criados por um exército de voluntários ao redor do mundo.

Comporta a noção de que o universo dos internautas pode fornecer informações mais exactas do que peritos individuais. A idéia é que o todo seja capaz de se auto-corrigir. Se um grande número de pessoas é capaz de corrigir os erros uns dos outros – quer estes sejam por ignorância ou preconceito – os resultados serão no global mais fiáveis do que a resposta de um indivíduo ou de um pequeno grupo. O maior exemplo desse conceito é a própria Wikipedia, que é praticamente tão precisa nas suas definições como uma enciclopédia tradicional e consideravelmente mais cómoda de usar.

Como referem Tapscott e Antony D. Williams, em Wikinomics, as novas “armas de colaboração em massa”, que têm um custo reduzido (desde as ligações Voip e software livre) permitem que muitos milhares de indivíduos e pequenos produtores criem em conjunto produtos, acedam a mercados e deliciem os seus clientes, o que no passado só as grandes empresas conseguiam. As pessoas agora partilham conhecimentos e recursos que lhes permitem criar uma vasta gama de bens e serviços que qualquer um pode usar e modificar.

Acho que isso tem muito a ver com o Brasil e tende a se difundir rapidamente no ambito nacional. Regionalmente, moro no Ceará, para quem não sabe, já vi dois projetos que não eram designados assim, mas tinham tudo de crowdsourcing. Não posso divulgar, pois ambos estão ainda em fase de confidencialidade. Coisas de mercado brasileiro, pois, se você cria algo, que acha que é bom, mas tem medo que roubem sua idéia, não é bom.

Mas acho que poderíamos tentar usar o crowdsourcing para melhorar nossa cidade. Se a prefeita fosse adepta e soubesse escutar a população, já teria resolvido vários problemas socio-habitacionais da nossa cidade. Vejo casos que fogem da realidade aqui em Fortaleza, uma cidade em que um jardim japonês é mais importantes que postos de saúde ou escolas, que um hospital essencial leva oito anos para ser construído e que pedaços de asfalto são colocados nas ruas perfeitamente esburacadas. Uma cidade planejada para ser “bela”. Sonhar não custa nada. Gostaria de ver um prefeito adepto do pensamento coletivo. Onde as pessoas pudessem realmente opinar e não serem forçadas a votar somente.

Crowdsourcing é muito utilizado na área do software livre, como Linux, Firefox e outros. Pois muitas cabeças funcionam melhor que uma.

E crowdfunding? Confundiu?

Retirei esse texto de um blog que leio bastante. CrowfundingBR.
Confunda não, meu irmão.
Financiamento coletivo.
Mas afinal, o que é crowdfunding?

De forma bem simples, é o termo para usarquando a gente fala de iniciativas de financiamento colaborativas. Traduzindo para o português seria algo como “financiamento pela multidão”. A ideia é que várias pessoas contribuam, com pequenas quantias, de maneira colaborativa, a viabilizar uma ideia, um negócio, um projeto.

O Wikipédia – que, por sinal, é uma iniciativa “crowd” – define crowdfunding como uma ação de cooperação coletiva realizada por pessoas que contribuem financeiramente, usualmente via internet, para apoiar iniciativas de outras pessoas ou organizações.

Um crowdfunding no nosso dia a dia

Tem um interessante exemplo de crowdfunding que eu, você, quase todo mundo, já participa há muito tempo: pagando nossos queridos impostos!

O que mais seriam os tributos do que várias pessoas contribuindo com parte da sua renda para financiar os gastos e os investimentos do governo?

Ok, não é lá uma constatação das mais agradáveis, mas faz sentido, não?

crowdfunding que vai mudar o mundo

crowdfunding que vem revolucionando o modo de viabilizar projetos é particularmente diferente desse, sem escapatórias, dos impostos. Nesse novo modelo, quem incentiva faz porque gosta e se identifica com os projetos. Surge a oportunidade de fazer parte de algo grande, mesmo contribuindo com pouco! E qualquer um com uma ideia na cabeça pode se utilizar do crowdfunding. Ele é uma maneira de levantar o dinheiro que você precisa, para realizar o que você sonha, através de pessoas que anseiam por te ajudar.

O mecanismo é simples, você pede uma quantidade de dinheiro que irá possibilitar a realização do seu projeto, espalha a sua ideia, e depois recompensa a “multidão” que te apoiou.

Que tal um exemplo?

No começo de 2009, Emyle James começou a filmar as manifestações realizadas por ativistas ambientais ao redor do Reino Unido, documentando um ano de ações, começando em uma reunião do G-20 em Londres.

Com mais de 300 horas gravadas, Emily precisava financiar a pós-produção de seu filme de 75 minutos, ou seja, precisava de £20,000. Para levantar esse dinheiro, resolveu criar um site e apostar no crowdfunding!

O objetivo era arrecadar em 20 dias, 20 mil libras, e para isso criaram diferentes faixas de incentivos. Por exemplo, quem incentivasse com £10 receberia uma link para download do filme antes de ser lançado, quem contribuísse com £75 ganharia uma cópia do DVD e 2 ingressos para ver o filme no cinema, entre outros.

A ação gerou muita repercussão na mídia. Emily foi entrevistada por jornais como o The Guardian e juntamente com o boca a boca gerado nas mídias sociais – feito tanto pelos idealizadores quanto pelas pessoas que incentivaram o projeto – fez com o objetivo fosse alcançado e superado: £21,400!

O futuro é crowdfunding

Ideias como essa não param de surgir ao redor do mundo – o Brasil não fica fora disso – e cada vez mais ocrowdfunding é visto como a maneira ideal para tirar boas ideias do papel.

E você, conhece iniciativas parecidas? Tem outra definição de crowdfunding? Crowdsourcing?  Discorda, concorda com o que foi falado aqui nesse post?

Esse vídeo mostra uma boa iniciativa de crowdfounding:

No próximo post falarei mais de iniciativas nos dois casos e sobre outra tendência muito interessante. Coworking.

Até mais.

Anúncios

2 comentários sobre “Crowdsourcing, crowdfunding, afinal, o que são essas coisas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s